Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

No Cortejo

   "QUEIMA É... Mondego!" - Nuno Ramos      Coimbra é um banho, É monumental, Não só em tamanho. Coimbra é segurança E selvagem como o Choupal. Fica-nos na lembrança Como código (...)

Os Bons Momentos

Contigo ao meu colo sentada Não dá para pensar em mais nada, Fizeste a minha vida girar Numa onda onde me deixei afogar.   Aos poucos descobres o decote E eu deixo cair a espada e o capote (...)

Quietude

Parado onde não devia Estar, com desejo De viajar pela via Dos sonhos. Vejo A passar, no horizonte, O mar, a terra e a ponte Para nos ligar Em qualquer local. Estás longe, de momento, Mas não (...)

Está tudo dito

Aqui fica um poema, que me foi enviado/relembrado por um amigo recente:   "Soneto quase inédito          Surge Janeiro frio e pardacento, Descem da serra os lobos ao povoado; Assen (...)

Em Viagem

Com um terço na mão E na outra o coração, Sem parar Por um segundo, Viajo neste mundo Com muito pouco Para mostrar. Tento tudo aproveitar E de pensamento oco As experiências guardar.   (...)