Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Vetores da Inutilidade

Poesia, Atualidade, Crítica, Opinião, Artes e Cultura. Um blog por João M. Pereirinha

Despedida

Na solidão do meu recanto

Escrevo coisas, e canto

Músicas que me lembro de cor,

Talvez assim alivie a dor

De não te ter aqui por perto.

Triste, triste é a despedida

Que tenho que aceitar

De peito todo aberto,

Engolindo os soluços da partida

Que teimam em chorar.

Não gosto, mas antes soluçar

Numa despedida marcada,

Que numa inesperada.

E no recanto, só, a chorar,

Só uma coisa me faz parar,

A esperança de em breve te encontrar.

João Pereirinha

13 de Junho, 2010